SEJA BEM VINDO... NAMASTÊ

HARMONIZAÇÃO DE ESPAÇOS
As mandalas não são privilégio de espaços sagrados. Estão por toda parte: Para percebê-las basta não associar os objetos às suas funções. Essa forma pode ser visualizada numa mesa posta, onde tudo se organiza a partir do centro. Ver a Lua emoldurada em uma janela quadrada é outra mandala. Círculos concêntricos sossegam o olhar e remetem à contemplação. A casa toda pode ser organizada a partir da mandala. É isso que faz o Feng Shui, a técnica chinesa de harmonização de ambientes, pois o próprio ba-guá, figura que define os caminhos da energia, é mandálico. Posicionadas estrategicamente, as mandalas podem equilibrar a energia dos ambientes: Na porta de entrada, devem ter traçado simples, como os labirintos. Nas salas onde a convivência é atividade principal, podem estar em flores, quadros, tapetes. As mandalas com elementos e traçados mais rebuscados ficam bem diante de poltronas confortáveis.
Texto extraído do site: http://mandalamystica.com.br
Aqui vc encontra um trabalho feito com amor e dedicação, com a consciência de que estarei contribuindo para menor geração de lixo, amor e respeito para com a NATUREZA!!!

Curtiu? Compartilha!!!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

MANDALA TURQUESA...

POEMA AZUL...
Nesta tarde linda e suave de primavera, a realidade do azul me envolve por inteiro, mas quero mergulhar ainda mais em sua plenitude para morrer docemente, profundamente... inebriada e sem lucidez... depois... depois, renascer completamente, definitivamente lúcida, encantada, purificada, brilhando, derramada de azul e de alegria! De beleza e de poesia!... Ilusão? Fantasia? Não! Nada absurdo ou quimérico para quem acredita na força divina dos mântras, no poder real dos sons, na magia das cores, na espiritualidade da Alquimia, nos segredos dos Signos, das flores, das conchas... na verdade das lendas, nas memórias astrais - lembradas ou esquecidas - nas histórias antigas, perdidas...
Sei que as crenças são muitas, mas creio ainda em muitas coisas mais! Sei bem o que fazer com todas elas porque antes de ser poeta, sou Maga e Maga das Sete Primaveras; assim, aprendi alguns "encantamentos da Terra, alguns Mistérios dos Céus"; por isso, com certeza, amo a Deus com mais intensidade, com mais inteligência e mais sensibilidade! É ainda por isso, que adoro a Deus em espírito e em verdade.
Os sinos da Paz e da Esperança tocam devagar dentro de mim. A Magia, o Amor, o Dever e a Misericórdia me chamam. Devo ouvir, atender. Antes, porém, preciso me reenergizar, tecer mais sonhos, adquirir mais Poder, e, para tanto, viajarei agora no tempo desta tarde perfumada, luminosa, porque jamais pensei em ser nuvem, espuma, pó... Sempre quis ser tudo, flutuando no Éter ou me espalhando no Ar!
Na verdade, quero ser o próprio Azul!
Azul-Turquesa, Azul-Bebê; Azul-Tarde, Azul-Van; Azul-Céu, Azul-Manhã...
Azul, Azul... não importa qual; o importante é ser Azul! Azul-Real! Sendo Azul, enfeitarei a primavera, o mar, o céu... Sendo Azul, além da minha imortalidade, viverei além das lendas, da "utopia, da metafísica, da Magia"; enfim, para além do além, brilhando, iluminando em Azul este poema Azul, eu que serei finalmente, uma verdade, um ser, uma luz azul, a própria cor, o próprio Azul, translúcido, transcendente, o Amor, Amor infinito, infinitamente Azul! Estarei no Coração do Universo, na Alma de Deus que é certamente Azul.
Clara Luz

2 comentários:

Luísa disse...

Azul...
Bela cor, belo horizonte em dias de sol, raiados de laranja também!
Belo poema!
Beijinho terno!

gersonira disse...

ADOREI CONHENCER DEU TRABALHO.VOCÊ TRANSMITE MUITA LUZ ...ME SENTIR EM PAZ...BEIJOS E PAZ
SONYSOL@GMAIL.COM

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO e E-MAIL PARA CONTATO,OBRIGADA, BJO!